MORE PLANETS LESS PAIN

Constelações de Pesquisa Artística

06.03.2022 – 01.05.2022, Kunsthalle Erfurt
06.03.2022 - 22.05.2022, ACC Weimar

Abertura: 05.03.2022 | 16:00 Kunsthalle Erfurt | 19:00 ACC Galerie Weimar

Exposição coletiva. Artistas and iniciadores: Francis Hunger, Edith Kollath, Lukas Kretschmer, Jeanne Lefin, María Linares, Barbara Marcel, Emanuel Mathias, Grit Ruhland, Markus Schlaffke, Katja Marie Voigt. Curadora: Anne Brannys



O que é que a arte sabe? Como ela o descobre? E como ela transmite seus conhecimentos? Estas questões são levantadas no campo da pesquisa artística e surgem no projeto de exposição "Mais Planetas Menos Dor. Constelações de Pesquisa Artística". Todas as posições aqui apresentadas foram desenvolvidas no programa de doutorado da Universidade Bauhaus de Weimar e tratam de questões urgentes do presente, utilizando métodos e modos de expressão tanto científicos quanto artísticos. Pela primeira vez desde a fundação do programa em 2008, os projetos de doutorado e pós-doutorado de Weimar estão sendo apresentados coletivamente em uma exposição.

A questão do que é pesquisa artística e o que pode ser alcançado com ela é discutida na exposição de muitas maneiras diferentes. Pois esta arte não é para a arte apenas; ela tira suas perguntas do mundo da vida e da ciência e, no melhor dos casos, irradia de volta para eles. Não raro, o entrelaçamento da teoria e da prática e também de questões éticas, políticas e estéticas resulta em um emaranhado que quer ser desenredado sem perder o fio e a atitude.

Levantar essas questões e discuti-las nem sempre é fácil, porque vivemos em uma realidade complexa e somos confrontados com os resultados - muitas vezes surpreendentes - de uma disciplina muito jovem. E em tudo isso, a experiência sensual não deve ser negligenciada!

O desejo de olhar, pensar e discutir é a razão para esta exposição. Ela oferece às posições individuais muito espaço para se desdobrarem e dá aos visitantes a oportunidade de mergulharem nos universos esticados ou de seguirem as partículas flutuantes que giram entre as estrelas fixas. A cada posição são atribuídas caixas permeáveis, flutuantes, que apresentam materiais contextualizadores, tais como ferramentas de trabalho, literatura, associações, fogos-fátuos, obras ligadas, bem como trabalhos teóricos dos artistas, permitindo assim que os visitantes obtenham visões mais abrangentes.

Depois de termos experimentado o mundo visual e experiencial dos artistas pesquisadores e nos perdido produtivamente na espessura dos pensamentos de suas obras, tendo o momento de conhecimento compartilhado como objetivo, somos desafiados a encontrar nossa própria atitude: Sensualidade ou intelecto? Torre de marfim ou ação cotidiana? Ativismo ou estética? Ar alto ou mar alto? Mais planetas ou menos dor? Ou, para variar um pouco, tudo, por favor?

Link para a exposição em Erfurt.

Link para a exposição em Weimar.














© 2021 Barbara Marcel